Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Comentários recentes



subscrever feeds



Publicidade


Salário Mínimo na Suíça

por Nuno Barreto, em 01.02.15

4362051466_27bc104942_z.jpg

É muito comum ver nas notícias menções ao salário mínimo na Suíça. Vejo sempre isso como alguma piada, visto que não existe salário mínimo na Suíça. Aliás, ainda há quase um ano atrás, a população suíça rejeitou por larga maioria a criação de um salário mínimo de 4000CHF. O mais próximo que a Suíça tem de uma salário mínimo são acordos entre algumas empresas e sindicatos de trabalhadores, mas só em determinadas áreas fabris.

 

Na realidade o salário pode ser qualquer um, desde que o trabalhador assim o aceite. Isso também explica porque é que o desemprego na Suíça é tão baixo, há sempre alguém a aceitar um ordenado baixo. Ainda hoje, o Syriza na grécia deu um passo atrás ao desistir de aumentar o salário mínimo por essa mesma razão. No entanto isso também abre a porta a alguns abusos em todos os sectores que dependem de mão de obra não qualificada, havendo muito pouca segurança no mercado de trabalho nesses casos. Porque na Suíça, uma pessoa pode ser muito facilmente despedida e substituída por outra com um salário inferior.

 

Um bom sítio para obter mais informação sobre isto é o site ch.ch, em especial na página de salários na Suíça (sem versão em português). No site lohnrechner.ch, também podemos calcular os salários médios em cada sector e área de habitação na Suíça (mais uma vez, sem versão em português).

A título de exemplo, fiz duas simulações. Uma para um trabalhador para serviços genéricos sem qualificações (o pior caso que pude imaginar) e outra para um engenheiro informático com um bom nível de experiência de trabalho.

 

Trabalhador sem qualificações:

Screen Shot 2015-02-01 at 08.58.31.png

O mais importante na imagem é a última linha. O salário médio ronda os 3090CHF por mês.

 

Engenheiro Informático:

Screen Shot 2015-02-01 at 08.58.10.png

Neste caso o salário médio ronda os 9200CHF por mês.

 

Notem que os salários dependem de muita coisa, entre elas o local do emprego. Regra geral os salários são mais elevados nas zonas de Zurich e de Genève, mas por outro lado as despesas costumam ser superiores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:08

E se dúvidas houvesse...

por Nuno Barreto, em 24.04.13

Saiu hoje a notícia que já se esperava há algum tempo: A Suíça vai fechar as fronteiras a imigrantes. Só quem não conhece a situação actual da Suíça, sobrelotada de imigrantes, é que pode ficar surpreendido com esta notícia. Agora mais do que nunca, o meu conselho tem validade: Não emigrem para a Suíça a não ser que tenham emprego certo. Os centros para sem-abrigos já não têm lugar para mais pessoas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:42

Que tipo de casa?

por Nuno Barreto, em 22.04.09

A primeira questão que surge quando decidimos procurar casa na zona de Genève, é que tipo de casa procurar.

 

Primeiro que tudo, é preciso escolher a localização: França ou Suíça? Uma vez que Genève está tão perto da fronteira com a França, morar em França é uma alternativa viável. As casas são muito mais fáceis de encontrar e muito mais baratas. Em Genève um T2 ronda facilmente os 2000CHF, e em França consegue-se por quase metade do preço. Outra alternativa é o cantão de Vaud, onde as casas também são mais baratas que as de Genève, e não fica muito longe.

 

Mas por outro lado, essa opção implica muito mais tempo gasto em transportes, além de que torna a questão de trabalhar em Genève mais complexa e burocrática. Existe também uma diferença substancial em termos de impostos, que na Suíça são mais baixos.

 

Outra coisa a ter atenção é a forma como as divisões da casa são contadas na Suíça. Um T2 é um "4 piéces", por aqui. Além dos quartos, contam-se a sala e a cozinha.

 

Além disso, na Suíça, existem dois tipos de casas: As subsidiadas pelo estado (HBM, HLM, e HM), e as outras. O processo em cada um dos casos é bastante diferente. As subsidiadas pelo estado têm um limite máximo de salário para o agregado familiar, e as candidaturas podem fazer-se através do estado de Genève. Sobre isso falarei em mais detalhe noutro artigo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:56

O sistema de aluguer de casas na Suíça

por Nuno Barreto, em 21.04.09

Alugar uma casa na Suíça, especialmente em Genève, não é um processo tão fácil como em Portugal. Em Portugal é relativamente fácil alugar uma casa, há mais casas do que pessoas. Aqui, é o contrário.

 

O aluguer de casas é quase exclusivamente efectuado pelas imobiliárias (régies, em francês), devido à enorme quantidade de pessoas que está à procura de casa. Nenhum proprietário está para receber 100 candidaturas em uma semana, preferem dar essa tarefa às imobiliárias, às quais pagam pelo trabalho.

 

O processo normalmente é procurar casa em sites especializados ou nas imobiliárias, criar um dossier de candidatura a um apartamento, visitar o apartamento, e entregar o dito dossier à imobiliária responsável pelo apartamento.

 

Se formos escolhidos, temos de criar uma conta com o valor de 3 meses de aluguer, na qual não podemos mexer até ao fim do aluguer, pagar o primeiro mês, pagar à régie um valor pelo tratamento do processo, e marcar um dia em que a chave é entregue e tudo é explicado por alguém da imobiliária.

 

Cada parte deste processo será explicada em melhor detalhe nos próximos dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:20

Novo apartamento

por Nuno Barreto, em 21.04.09

Finalmente, depois de ano e meio a viver num apartamento sub-alugado de forma ilegal, consegui um apartamento como deve de ser. Mudei-me no sábado passado.

 

Como muitas pessoas estão cientes, não é nada fácil arranjar apartamento em determinadas partes da Suíça, e Genève é capaz de ser o caso pior. Se arranjar trabalho tem a sua dificuldade, arranjar casa ainda é mais difícil.

 

Por isso, nos próximos dias vou dar algumas dicas de como conseguir arranjar casa, como é todo o processo, o que é preciso fazer, quais são alguns dos direitos e obrigações. Espero que seja útil.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:53

Schengen em vigor

por Nuno Barreto, em 15.12.08

Para quem não sabe, a partir deste mês a Suíça passou a pertencer ao espaço Schengen. Ou seja, a livre circulação de pessoas dentro do espaço da União Europeia.

 

Na prática não muda grande coisa. As fronteiras já eram antes bastante permeáveis, e os bens de consumo continuam a ser alvo da alfândega. A única diferença é que quem é da União Europeia pode ficar por aqui indefinidamente. Os guardas fronteiriços continuam a ter a mesma presença esporádica nas fronteiras.

 

E para vocês, sentem alguma diferença?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:40

Iva: 7,6%

por Nuno Barreto, em 06.08.08

Um facto pouco conhecido da maioria das pessoas é que o IVA na Suíça é de 7,6% para todos os produtos. Isso faz com que todos os produtos de fotografia e tecnologia sejam muito mais baratos que no resto da Europa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:13

Publicidade





Comentários recentes



subscrever feeds