Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Comentários recentes





Publicidade


Universidade popular

por Nuno Barreto, em 14.08.08

Os cursos de línguas são no geral muito caros na Suíça. Mas existe uma alternativa interessante às escolas provadas: A Université Populaire du Canton de Genève.

 

Esta universidade fornece cursos de várias línguas, em particular o curso de Francês para estrangeiros, a um preço bastante mais reduzido. É preciso ser membro da universidade, o que custa 50CHF de quotizações anuais, e depois paga-se 50CHF de taxa por cada curso inscrito, mais 100CHF se for só um curso, 150CHF se forem dois, etc.

 

Ou seja, para quem está interessado em aprender francês, e sendo que um curso corresponde a um semestre, pagará um total anual de 350CHF por um curso de francês de um ano, 3 horas por semana. Paga tanto como em muitas escolas se paga por um mês...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:11

Conversa numa paragem de autocarro

por Nuno Barreto, em 07.04.08
Pai: Não sei qual é o autocarro para o CERN. Vamos perguntar ao motorista.
Filho: Acho que é o 56
Eu (a tentar ajudar): Boa tarde. Os autocarros que vão para o CERN são 56 e o Y
Pai (com voz grossa e de poucos amigos): Merci, mais je ne sais pas...

O que o terá levado a mudar para francês de repente? :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:07

A importância da língua

por Nuno Barreto, em 11.02.08
A língua é indiscutivelmente uma das características mais importantes da identidade e cultura de um povo. A nossa língua materna define a nossa identidade enquanto povo, e essa identidade é independente de quaisquer barreiras físicas.

Quando alguém decide imigrar para um qualquer País, considero um insulto a esse País e ao sei povo o não se querer integrar na sua cultura, o não se querer aprender a língua desse País. O imigrante que não o faz, torna-se uma sanguessuga. Alguém que nunca fará realmente parte do País que o acolhe, que não contribui para esse mesmo País, mas que simplesmente usa esse País para "sugar" o máximo que puder. Aos meus olhos, é uma atitude vergonhosa, que mina a credibilidade do País de onde o imigrante é originário.

Fico triste quando conheço imigrantes que estão cá há 10 anos, e que não sabem falar Francês, que não participam na vida da cidade, que criam as suas próprias comunidades fechadas, e que só pensam neles próprios.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:56

Publicidade





Comentários recentes