Quarta-feira, 7 de Maio de 2008

Mudar de Nacionalidade

Neste momento fala-se muito das naturalizações aqui na Suíça, porque vai ser feito um referendo (Para quem não sabe, o sistema suíço é uma democracia directa, ou seja, todas as leis vão a referendo, e o povo é que decide. Falarei mais sobre isso mais tarde) sobre esse tema, de forma a criar maiores restrições. E até tem criado alguma polémica devido aos cartazes que têm aparecido, que alguns intitulam de racistas.

Sempre me intrigou isto da mudança de nacionalidade, ou da aquisição de uma dupla nacionalidade. O que leva as pessoas a o fazerem? É que para mim a minha nacionalidade faz parte da minha identidade. Se posso trabalhar, ter acesso à saúde, educação, como os outros todos, para quê adquirir a nacionalidade do País onde estou emigrado? Mesmo que venha a ficar cá 50 anos, para quê?

publicado por EmergingBirder às 09:06
link do post | comentar | favorito
|
24 comentários:
De Carlos Martins a 7 de Maio de 2008 às 10:22
Acho que isso se deve apenas a possíveis vantagens que possas ter devido à segunda nacionalidade.

Por exemplo (e vou inventar, porque não tenho a certeza que assim seja) concorrer a cargos políticos, ter benefícios fiscais/médicos/etc. facultados aos "nacionais", etc.

Quanto a mim, alguém obter uma dupla (ou tripla, ou quádrupla) nacionalidade não tem a ver com a perda de identidade mas sim com um complemento dessa mesma identidade.

Ou seja, ao teres dupla nacionalidade Luso-Suiça não é por isso que passas a ser "menos" Português, passas é a ser "mais", porque passas a ter potencialmente o dobro da percepção de duas realidades distintas...

... digo eu. :)

Mas cada um é como é, e também conheço casos de pessoas que ostentam a sua dupla nacionalidade apenas como "medalha"... mas quanto a esses, nem vale a pena gastar "bytes" a falar disso.


De EmergingBirder a 7 de Maio de 2008 às 12:29
Pois, a dupla nacionalidade é algo que até compreendo, quando surge uma identificação com esse segundo País. Agora a mudança de nacionalidade... é que há países que não aceitam dupla nacionalidade, e obrigam a que haja mesmo uma mudança de nacionalidade.


De Usuario12344 a 1 de Setembro de 2010 às 20:29
Acho bem que uma pessoa possa mudar a nacionalidade. Por exemplo eu sou POrtuguês, porque nasci em Portugal, mas não tenho orgulho nenhum em ser português. por mim portugal ja se teria tornado um provincia de espanha.


por mim, eu retiraria a minha nacionalidade portuguesa, e pediria a suiça, que o pais que amo


De JOW a 10 de Julho de 2011 às 05:38
Eu vejo a procura pela dupla nacionalidade sendo algo que muitos procuram, pois abre portas a lugares imaginaveis quando o assunto for $ $$$ $$$ tenho a dupla e irei fazer a tripla pois meu pai é indiano e sou nascido em londres. Vai intender Cuba e China neh.


De NACIONALIDADES e nacionalidades... a 10 de Julho de 2011 às 23:05
VÀRIAS NACIONALIDADES = cuidado ao perigo que se corre mais cêdo ou mais tarde :

_ "" EXEMPLO "" _

Tenho a nacionalidade Porcustroykagada e propriétàrio em Porcustroykagal.......................

Tenho a nacionalidade Franciusa e propriétàrio em França...............................................................

Tenho o permis C em Chouriça - Chissa e por nada quero ser Chouriço - Suisso, e vi jà porquê... nâo sò eles querem saber onde o hà... para o poderem mais tarde apanhar ... ou impostos a pagar........ merda para a Chouriça vos digo jà... é uma MAFIA à Italiana que dirije o paìs...............

Tenho a Nacionalidade Americana graças a meu pai, e sou propriétàrio là, em Cansas City, pois nâo hà problemas e em nada.

Sou por fim e chega... Brasileiro da parte de minha mâe, ela sendo portuguesa, tomou a nacionalidade Brasileira, ficando com as duas, pois adequeri a nacionalidade Brasuca, por interesses de bens, e mais nada...........................................................

Resumindo tudo e bem.............

Nâo vale nada...mesmo nada ser Chouriço - Suisso, e se vale, é para quem nâo tem nada na vida, como propriedades e outras coisas. Para jà, a moeda da Chouriça, é uma moeda de macacos, muito fingida.

Quando a Chouriça fôr da U.E. vos garanto que ela vai de imediato à falênçia, porque assim os dinheiros (( euros )) nâo veem para cà... ficam nos paìses onde eles serâo ganhos. Isto é um paìs muito enganador e fingido, é como o macaco... come muito e tudo em pouco tempo... depois se pôe a rapar na cabeça e no rabo...ao mesmo tempo ... nos dois lados.

Aqui sò é bom, é quando se nâo tem nada e se vive graças às assistantes sociais..................................
Trabalhar e criar os filhos mais ou menos...de resto isto nâo vale uma cenoura murcha..........................

Aibram os olhos e com nada a esconder... assim se vai a algures........................................................


De Sonhos Milka a 7 de Maio de 2008 às 16:58
Eu tenho dupla nacionalidade e com orgulho. Sou venezuelano e português. Sou neto de portugueses e fiz o juramento à Bandeira Portuguesa e não é por isso que sou menos ou mais Venezuelano ou mais ou menos Português.

Fui criado a respeitar e a amar 2 bandeiras e os 2 povos. Aprendi os costumes de ambos o que não significa que me identifique totalmente com ambas as culturas.

Não considero que todas as pessoas que troquem de nacionalidade sejam vulgo "vira-casacas" ou por vantagens apenas pessoais.

A mim faz-me confusão como portugueses emigrados nos EUA há quarenta anos nem sequer votem nas Presidenciais do país onde vivem porque nunca pensam em abdicar da nacionalidade portuguesa nem sequer ficando com uma dupla nacionalidade.

Emigrantes que sairam das Ilhas ou do Continente em muitos casos tão jovens que nem sequer se recordam de Portugal e outros que nunca fizeram nada por Portugal e que Portugal nunca fez nada por eles.

Vejam como os candidatos americanos dirigem discursos onde se discutem assuntos étnicos pois os afro-americanos e os latinos constituem associações, grupos e comunidades que influenciam os votos e a decisão final. É certo que as minorias em vários anos se tornarão as maiorias.

A meu ver as comunidades portuguesas não conseguem ter peso político e cultural nos países onde emigram pois limitam-se apenas a ser emigrante para toda a vida. Mais do que vantagens pessoais, o país e a cultura portuguesa será sempre desconsiderada nas grandes decisões políticas. E são estas que influenciam as oportunidades e a qualidade de vida.

Eu considero-me cidadão do Mundo, posso ter nascido num país e ter várias Pátrias. Porque não?

Não é um papel, um documento escrito, que faz a diferença. A educação, o conhecimento das culturas e o orgulho não irá desaparecer.

A meu ver um dos maiores desafios neste momento é saber a forma como se organizam as diferentes culturas nas sociedades. Estou curioso para saber qual o passo que a Suiça irá tomar.

Os cartazes alguns até considero extremistas e tenho lido que é cada vez mais dificil conseguir a nacionalidade suiça devido a naturalizações em massa de quem não domina pelo menos um idioma e desconhece por completo a os usos e costumes do país.

Sou a favor do período probatório de 5 anos onde quem cometer um crime ou transgerdir usos e costumes poderá ser expulso do país. As minorias tornam-se maiorias e a Suiça perde a sua identidade como país através de casamentos forjados, entre outros...

Em todos os países que visito respeito as culturas e identidades e como se costuma dizer: "em Roma sê romano".

Abraços

Sonhos Milka


De EmergingBirder a 8 de Maio de 2008 às 16:03
Sem dúvida que a participação política seria uma razão válida para adquirir uma nacionalidade. Mas aqui um estrangeiro, desde que habite cá há alguns anos, pode votar. Por isso, pelo menos para cá, isso não seria razão.

Atenção que eu defendo que o emigrante deve ser participante da sociedade onde se insere. Mas se não há necessidade de dupla nacionalidade para o fazer, porquê fazê-lo?

Quanto ao que eu disse no artigo, tem a haver com pessoas como eu. Quem nasceu cá ou veio para cá novo, é óbvio que se identifique como Suíço, e como tal faz sentido adquirir essa nacionalidade.


De Sonhos Milka a 9 de Maio de 2008 às 15:36
Sim, é certo que o teu post é um caso específico, dás o caso da Suiça.

E sei bem que defendes que o novo emigrante deve mudar de mentalidade e ser mais proactivo na sociedade onde se insere.

Mesmo assim:

A nível de oportunidades de trabalho é mais vantajoso ter-se nacionalidade suiça, até porque abre um leque maior pois incluí empregos públicos ou para quem abre uma empresa, por exemplo.

É sem dúvida uma garantia para o futuro, nomeadamente no caso de existirem filhos menores.

E sejamos sinceros, não há comparação em ter um passaporte português ou um suiço, sabendo a máquina que está por detrás do país.

Aqui tem um artigo muito interessante

http://www.portugal-info.ch/index2.php?option=com_content&do_pdf=1&id=6

Abraços

Sonhos Milka


De catia a 15 de Maio de 2008 às 13:16
olá, eu sou andorrana e queria mudar a minha nacionalidade para portuguesa ou entao ficar com as duas pois tenciono mudar-me em breve para portugal (toda a minha familia é portuguesa e tenho casa em portugal), será que me me podem dar indicações acerca de onde me devo dirigir para tratar da minha nacionalização?
obrigado


De Sonhos Milka a 21 de Maio de 2008 às 16:01
Olá,

Pede informações no SEF www.sef.pt, na embaixada de Andorra em Portugal ou na embaixada de Portugal em Andorra.

Sonhos Milka


De Maria Tereza a 26 de Agosto de 2008 às 20:52
Adquiri, através de meu pai português a nacionalidade portuguesa. Sou Pedagoga e Pós-graduada em Informática Educativa, aqui no Brasil, no Rio de Janeiro e preciso de algumas informações: A dupla nacionalidade me permite trabalhar como professora em Portugal? Uma professora da Edcuação Infantil se sustenta com o salário que ganha? Qual é a jornada de trabalho? Qual é a idade para aposentadoria?
Muito obrigada!
Fico no aguardo desses esclarecimentos.


De duarte a 11 de Maio de 2008 às 03:31
ola Nuno,felicitações pelo blog,esta muito bom,encontro-me na mesma situação que tu ,emigrante na suiça,e tambem tenho um blog.Gostaria de te pedir que passases por la, e se possivel ,deixa-me uma opinião,jà que estou agora a começar.obrigado,abraços tugas


De Paradiso a 13 de Maio de 2008 às 22:14
Boa Noite Nuno!

Gostaria de saber a tua opinião sobre se os licenciados em Direito cá em Portugal podem encontrar na Suissa alguma espécie de alternativa. O Francês para mim não é problema.

Já agora, a título de curiosidade, como se vê cinema em casa aí? Video Clubes? Video on Demand? E a pirataria? Em grande e em força?

Obrigado

PS — Desculpa o "Off-Topic"


De EmergingBirder a 15 de Maio de 2008 às 11:30
Devido à enorme quantidade de ONGs que existem cá, muitas delas trabalhando com os direitos humanos, penso que é possível arranjar um emprego por cá para um advogado.

Quanto a filmes em casa, é como em Portugal. Há vídeo clubes, e há dvds à venda. Pirataria tb há, mas muito menos, e não se encontra à venda na rua.


De chocolatsuisse a 17 de Maio de 2008 às 12:37
Quanto a isso de mudar de nacionalidade também concordo contigo. Os meus costumes são outros, as minhas tradições são outras, a história que eu aprendi foi outra. Neste momento acho estranho mudar ou optar por dupla nacionalidade, talvez daqui por muitos anos quando me identificar melhor com este país.
No entanto no caso da minha filha, não lhe vão dar dupla nacionalidade, será portuguesa porque nós, pais, temos nacionalidade portuguesa, julgo que só depois de cá viver à 12 anos é que ela terá direito á nacionalidade suiça (pelo menos foi o que me disseram, mas não tenho informações concretas).


De nuno duarte a 21 de Maio de 2008 às 07:36
ola Nuno,acho o teu blog muito interessante,venho por este meio te convidar a visitar o meu http://portugal-na-suica.blogspot.com,e se estavas interessado em fazer troca de links.
O meu blog,tem dois meses e meio,e jà atingi as 50 visitas diàrias.
Sem mais ,um abraço tuga,fico aguardando por novas


De Lavrador a 24 de Maio de 2008 às 14:28
Se puder mudar de nacionalidade mude.
Não há coisa pior que ser estrangeiro em terra alheia e estrangeiro no nosso próprio país!


De miguelcool a 26 de Maio de 2008 às 20:01
Bem Haja Sr. Nuno Barreto!
É graças a pessoas como vc que os emigrantes Portugueses no estrangeiro, podem obter alguma informação GRÁTIS .
Um grande abraço para todos os emigras...
Cumprimentos
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Bem Haja Sr. Nuno Barreto! <BR>É graças a pessoas como vc que os emigrantes Portugueses no estrangeiro, podem obter alguma informação GRÁTIS . <BR>Um grande abraço para todos os emigras... <BR>Cumprimentos <BR class=incorrect name="incorrect" <a>miguelcool</A> <BR class=incorrect name="incorrect" <a>http</A> :/ governaatuacasa.blogspot.com /


De Sylvia a 22 de Julho de 2008 às 17:03
por isso é q ainda mantenho a minha nacionalidade canadiana e vivo em portugal ha 27 anos. para mim também considero a nacionalidade como parte da minha identidade. finalmente alguem q me entende :D


De Luso-helvetico a 2 de Fevereiro de 2009 às 12:01
ola...
A partir de que idade se tem de tratar da nacionalidade?
E quem tem pais portugueses mas nasceu na suiça e habitou na suiça ate aos 5 anos de idade?
Cumprimentos


Comentar post

.Nuno Barreto

Me at SunsetAventuras e desventuras de um português que decidiu sair do seu País para viver em Genebra, na Suíça.

.mais sobre mim

.links

.posts recentes

. Tugabox

. REMIGR: A Nova Emigração ...

. Mais um entrave à imigraç...

. E se dúvidas houvesse...

. Suíça quer restringir imi...

. Móveis, oferece-se

. Mais uma reportagem

. Portugueses a passar fome...

. Ajudar Portugal

. Sobre os comentários

.arquivos

. Outubro 2014

. Maio 2014

. Fevereiro 2014

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Novembro 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Novembro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds